Tradutor - Translator

English FrenchGermanSpainItalianDutchRussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Instituição Familiar

“Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos Santos e da família de Deus”.
Efésios 2.19 (RC)

A primeira família da terra foi constituída de um homem (Adão), e uma mulher (Eva), criados diretamente por Deus (Gn 2.18-28). O Evangelho de Lucas, ao encerrar a genealogia de Jesus, identifica o Senhor Jesus com toda a raça humana, dizendo: “Cainã, filho de Enos, Enos, filho de Sete, e este, filho de Adão, filho de Deus” Lc 3.38 (RA).
A criação do homem é a obra mais sublime de todos os seres criados por Deus, e a primeira mulher foi tirada deste homem que foi feito a imagem e semelhança de Deus, portanto, era Eva do mesmo sangue e da mesma carne que Adão (Gn 2.21-23). Podiam então, se amar profundamente e viver na mais perfeita intimidade, em condições de servirem de modelo para todos os casais, de todas as épocas. Adão e Eva estavam ligados um ao outro, de modo que, se um deixasse o outro, não haveria outra pessoa para se casarem, nos revelando assim o que Jesus Cristo disse em Mateus 19.8, por isto o casamento não é para ser desfeito e que a bigamia ou poligamia não tem base nos princípios bíblicos. O fato de haver Deus trazido a Adão uma só mulher, ensina-nos uma lição de amor, respeito, união e companheirismo. “Eis por que deixará o homem a seu pai e a sua mãe e se unirá à sua mulher, e se tornarão os dois uma só carne” Efésios 5.31 (RA).
Por ser de origem divina, o inimigo tem atacado a família de maneira implacável desde o início da criação (Gn 3 e 4). O homem podia comer de todas as árvores que havia no jardim, inclusive da Árvore da Vida, exceto da “árvore da ciência do bem e do mal” (Gn 3.2-3). Tentado pelo diabo, o casal caiu, trazendo toda sorte de males para a família, inclusive a morte, que passou a todos os homens (Rm 5.12). Atualmente, a história se repete, pois nos dias atuais as tentações aos pais de família, principalmente na área do sexo e do mau relacionamento com os filhos tem sido constante; os ataques aos filhos, lançando-os contra os pais; dos pais contra os filhos; o problema das drogas, do sexo ilícito, da pornografia, da prostituição, de inúmeros vícios maléficos, do homossexualismo, etc...
Deus, que ama tanto a família, previu sua redenção antes da fundação do mundo (1 Pe 1.19-20). A primeira pessoa a ser tentada foi a mulher. E Deus ama tanto a mulher que prometeu a redenção da raça humana através “da semente da mulher” (Gn 3.15). Na plenitude dos tempos, Jesus veio ao mundo, “nascido de mulher” (Gl 4.4.) para redimir a humanidade. Nosso Senhor Jesus Cristo valorizou a família, pois veio ao mundo através de uma família. Além de pais, teve irmãos e irmãs (Mt 13.55), teve seu crescimento físico, social, intelectual e espiritual no seio da família (Lc 2.51-52), em muitos milagres, demonstrou seu cuidado para com a família (Mt 8.14-15; Lc 7.12-16), seu primeiro milagre foi realizado numa festa de casamento (Jo 2.1-12), ensinou-nos a orar, chamando Deus de “Pai Nosso” (Mt 6.9), enfatizou o quarto mandamento, mandando honrar pai e mãe (Mt 15.3-6; Mc 7.10-13), teve um trato especial com as crianças, abençoando-as (Mc 10.13-16).
Mas o que é família? Família não é um grupo de pessoas rivais, alheias aos interesses uma das outras. Família é o conjunto de todas as pessoas presentes que vivem sob o mesmo teto, sob a proteção ou dependência do dono da casa ou chefe da família, que vivem na intimidade do lar, que se comunicam, que se amam e se ajudam reciprocamente. Para vivermos bem em família, precisamos nos submeter à Palavra de Deus como servos (Mt 20.25-28), temer a Deus e andar nos seus caminhos ( Sl 128). No relacionamento entre os membros da família cristã (Igreja), é importante que todos dêem lugar à presença de Deus, vigiando para que o inimigo não encontre brecha para atuar entre eles. Vigilância, oração e jejum, leitura da bíblia diária, culto doméstico, a prática do Fruto do Espírito, principalmente do amor, da longanimidade, da benignidade, da bondade e da temperança, são garantia certa contra as desavenças e conflitos em nosso lar e na casa de Deus. Coopere com a família de Deus para criar um ambiente em que os irmãos em cristo possam crescer, prosperar, multiplicar-se e agradar a Deus, pois a medida que a obra for realizada, Deus é glorificado e o reino se expande.

"(Porque, se alguém não sabe governar a sua própria casa, terá cuidado da igreja de Deus?)"
1 Timóteo 3:5

Nenhum comentário:

Postar um comentário